mORANGO, CHOCOLATE E ESTRELAS

terça-feira, julho 23, 2013


Eu gostei de ouvir o som da sua voz de novo. De imaginar. Você que falava tanto, pelos dedos, e repentinamente silenciou. Tentei em vão entender ou chegar a alguma conclusão, mas não havia nenhuma, você parou de respirar perto de mim e eu não soube chegar de volta até você.
Tem sido difíceis os últimos dias, sabe? O peso dobrou, a ferida não sarou, a chuva não cessou e eu continuo confusa e atrapalhada, como eu havia te dito outro dia. Continuo com os mesmos bloqueios, as mesmas saudades, os mesmos desejos. Aquele velho frio na barriga não passou, como você deve ter imaginado, mas eu sinto que tem algo diferente também… Para mais ou para menos. Talvez mais vontade de ter menos medo.
Pode ser que as coisas mudem, pode ser que permaneçam iguais, pode ser que as distâncias aumentem, que os seus sorrisos não sejam mais partilhados comigo, mas eu quero saber de muitos sorrisos seus. De felicidade, de surpresas (boas), de desejos realizados, de reencontros, de paz, de som e de luz. E que continue correndo, correndo muito, em direção a isso que você acredita ser tão bonito, e que eu sei que é também. Sonhe, sonhe muito, porque eu consigo enxergar a concretização de tudo isso mais adiante. Porque você merece, porque você é capaz e porque eu só consigo desejar coisas boas a você e te querer muito bem. Só o bem.

“If I could reach the stars,
Pull one down for you.”
[Eric Clapton]
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: