cORRA (RISCOS)

terça-feira, agosto 6, 2013

Não há como acalmar o coração senão vivendo.
Parece que nunca conseguiremos fazer, mas vamos fazer, acredite, toda a vida foi feita de sustos bons.
Somente tememos o que é importante. Somente temos dúvidas do que é essencial. Somente entramos em crise por enxergar com clareza a dimensão de nossa escolha.
Os riscos valorizam a recompensa.
Viver não é para solitários. Sempre tem alguém nos chamando para nos acompanhar no perigo.

[Fabrício Carpinejar, ‘O impossível é o sobrenome do medo’]

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: